Peça de cerâmica de 2 mil anos revela pagamento de impostos astronômicos no Egito Antigo

| | |

A descoberta de uma peça de cerâmica com inscrições, datada de 2 mil anos atrás, permite afirmar que o conceito de imposto sobre a transferência de terras era uma prática comum no Egito Antigo. Segundo Brice C. Jones, professor da Universidade de Concórdia, em Montreal, no Canadá, a antiga peça de cerâmica é equivalente a um recibo atual de pagamento de impostos, embora inclua uma quantia exorbitante se comparada com a que deve dar qualquer contribuinte moderno: mais de 100 kg em moedas. Responsável também por traduzir as inscrições na peça de cerâmica, o professor afirma que ela remonta ao período ptolemaico egípcio, entre 323 e 30 a.C. Naquela época, após as conquistas do Egito, Alexandre Magno estabeleceu as bases de um sistema tributário completamente desenvolvido pela dinastia ptolemaica, que comandava o Egito no período helenístico. Atualmente, junto com textos antigos e medievais, a peça de cerâmica está exposta na Biblioteca e Arquivos da Universidade McGill, em Montreal, sem que se saiba, ainda, o local seu achado, nem como foi parar no Canadá.


Créditos History
Fonte: The Cairo Post
Imagem: Courtesy of McGill Library

0 comentários: